Campanha de prevenção alerta sobre câncer de próstata em Araçatuba

Começou nesta segunda-feira (5) em Araçatuba (SP) uma campanha de Prevenção contra o Câncer de Próstata. O programa será realizado na cidade até sexta-feira (9). De acordo com os organizadores, o objetivo é chamar a atenção dos homens para a importância da prevenção.

A Secretaria Municipal de Saúde de Araçatuba pretende realizar exames de sangue preventivos em 1,1 mil homens acima dos 45 anos durante a semana. Os exames serão realizados em todas as UBSs (Unidades Básicas e Saúde) da cidade.

Os resultados ficam prontos três dias após a retirada do sangue, e serão encaminhados aos urologistas do NGA (Núcleo de Gestão Assistencial) para avaliação. Caso haja alguma alteração, o paciente será chamado para realizar mais exames e, se necessário, será encaminhado para tratamento. Atualmente o NGA conta com três urologistas.

Sobre a Doença
A próstata é uma glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis.

O toque retal e exames de sangue convencionais não dizem se você tem câncer, eles apenas sugerem a necessidade ou não de realizar outros exames. Sintomas como dor lombar, problemas de ereção, dor na bacia ou joelhos e sangramento pela uretra podem ser suspeitos.





Caso haja suspeita, os exames indicados são toque retal e dosagem de uma proteína do sangue (PSA) através de exame de sangue.

A maioria dos cânceres de próstata não causa sintomas até que atinjam um tamanho considerável. Em homens acima de 50 anos, pode-se realizar o exame de toque retal e dosagem de PSA para saber se existe um câncer de próstata sem sintomas.

Até 2011 foram arrecadados aproximadamente R$ 294 milhões em doações que foram repassadas a instituições e fundações ligadas ao tratamento do câncer, apoio aos pacientes e às pesquisas.

O câncer de próstata é considerado uma doença com alta incidência na terceira idade, pois cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos, sendo o segundo tipo de câncer mais comum em homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a previsão esperada para 2012 foi de mais de 60.000 novos casos no Brasil. Para se ter uma ideia sobre a evolução da doença, em 2010 o número estimado foi de 52.350 novos casos.

Fonte: G1





Deixe seu comentário